Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Curtos excursos

Textos curtos e excursivos, por vezes ficções.

Curtos excursos

Textos curtos e excursivos, por vezes ficções.

Primeira história

O papel dos adultos na vida das crianças consiste em protegê-las, ensiná-las a protegerem-se e ajudá-las a descobrir como querem e podem viver as suas vidas. Nunca nenhum adulto me disse, em criança, que escrever seria parte da vida que eu queria viver, mas houve um que, indirectamente, me disse que eu podia fazê-lo. A minha professora da escola primária chamava-se Ester. Estava eu no segundo ano, não antes, e disse-me ela que eu escrevia melhor do que desenhava (naquela altura, eu dizia a toda a gente que queria ser pintora de quadros quando crescesse). Naquela altura eu também escrevia diários. Cadernos de capa dura fechados a cadeado foram uma prenda frequente nos meus aniversários de criança escolar, e eu nunca não usei nenhum. Tenho a ideia de que, quando a professora Ester me disse que eu escrevia melhor do que desenhava, comecei imediatamente a escrever poemas, mas não creio que tenha sido assim. Os poemas que escrevi, e que ainda existem, datam todos do terceiro ou do quarto anos de escola. Não houve, portanto, nenhuma reacção imediata às palavras da professora Ester. E no entanto, quando penso no facto de que comecei espontaneamente a escrever poemas depois do segundo ano, não consigo não ligar esse acontecimento ao das palavras da professora Ester. Para que serve, aqui, a ligação? Para dizer que se ela não me tivesse dito que eu escrevia melhor do que desenhava, talvez eu tivesse continuado a usar os meus diários e a dizer a toda a gente que queria ser pintora de quadros quando crescesse, em vez de ter começado a escrever poemas e a dizer que, afinal, eu queria ser escritora (de livros). Se eu escrevia porque queria, e se alguém me dizia que eu o fazia melhor do que desenhava – coisa que, na verdade, eu nunca fazia por querer –, isso queria dizer duas coisas: que eu podia escrever quando quisesse; e que eu queria escrever quando crescesse. Esta foi a conclusão da primeira história.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Calendário

Março 2015

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D